sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Taras e particularidades, parte III




Não quero que o Manuel me acuse de quebrar a corrente (com todos os cataclismos que isso possa provocar):


1 - Sou tão católico como o Manuel mas já decidi que, pelo sim , pelo não, vou mandar chamar um padre quando chegar a minha hora. É uma questão de cálculo probabilístico.

2 - Sou verdadeiramente obsessivo, com a arrumação dos meus livros. Se alguém me quiser irritar verdadeiramente, basta trocá-los de lugar.

3 - Gosto de repetir restaurantes e refeições. Escolho quase sempre o mesmo em cada restaurante e há vários anos que como tomate com mozarela, no mínimo três vezes por semana.

4 - Gosto de cinema mudo sueco. O facto de ser mudo tem, além do mais, uma enorme vantagem: não preciso de aprender a falar sueco.

5 - Não dispenso uma sesta ao Domingo. De preferência com o ruído difuso (mas mesmo muito difuso) dos meus filhos a brincar no quarto deles.

6 - Adoro o Benfica mas odeio o desporto em geral, especialmente se praticado por mim.

3 comentários:

Gonçalo Pistacchini Moita disse...

Pedro
A identificação maior é com o tomate e a mozarela. Não sei se o mesmo número de vezes, mas por mim até seriam mais.
A sesta com o barulho de fundo também é algo que muito me agrada. Às vezes ponho mesmo as minhas filhas também a dormir a sesta.
Do Benfica não falo, porque, como te considero inteligente e culto, é algo que não consigo perceber.
Agora, o cinema mudo sueco deixa-me completamente de rastos. Houvesse um campeonato para a particularidade mais excêntrica - incluindo as inconfessáveis - e tenho a certeza que era esta a que ganhava.

:)

Portaria ILEGAL disse...

O Loureiro dá ganza, a ler aqui: http://portaria-59.blogspot.com/

Manuel S. Fonseca disse...

O Benfica é o que há de mais católico neste mundo. Já o cinema mudo sueco...