domingo, 14 de setembro de 2008

Ramalho Eanes

Acabo de ler o que João Gonçalves escreveu aqui. Ramalho Eanes foi prejudicado por uma decisão ad hominem de Mário Soares. Reparada a injustiça, poderia ter recebido mais de um milhão de euros. Recusou o dinheiro.
Vale a pena ler a notícia e o comentário no Portugal dos Pequeninos. Pode gostar-se mais ou menos do que Eanes tenha sido como estadista. Mas esta luva branca já ninguém lha tira. Poetic justice!

4 comentários:

Pedro Norton disse...

chapeau!

Sofia Rocha disse...

Aliás, penso que a questão da ausência da reforma só foi tornada pública en entrevista que a mulher, Manuela Ramalho Eanes, deu à revista única, há alguns meses atrás.

Inez Dentinho disse...

Cherchez la femme.

filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.