quarta-feira, 11 de março de 2009

Revolutionary Road




Ou me levas para Paris, ou eu mato-me.
Matou-se.
Muito adulto.

1 comentários:

JMV disse...

Um filme que não é nada anódino. Não se vê sem que algo fique internamente a germinar tensamente: E se afinal...?