sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Particularidades vagas V


Correspondendo ao desafio:


1. Gostar de Portugal.

2. Ser de pouca Fé, com pena.

3. Sentir, no Mar, o passado e o futuro.

4. Dar crédito ao infinitamente grande e ao infinitamente pequeno (com pena).

5. Ter horror ao lugar comum, à burguesia, ao politicamente correcto, à ignorância letrada.

6. Desacreditar nas intensidades momentâneas

7 comentários:

Manuel S. Fonseca disse...

Ó Inês,
escreva lá (aqui) mais vezes. Um manifesto patriótico e anti-burguês vinha a calhar.

Manuel S. Fonseca disse...

Ó Inês,
escreva lá (aqui) mais vezes. Um manifesto patriótico e anti-burguês vinha a calhar.

Gonçalo Pistacchini Moita disse...

Inês, em relação ao número 1, conte comigo. Há dias em que me apetece desistir, de tão esquecidos que os portugueses andam de si mesmos. Mas, tal como Sócrates - o grego, o verdadeiro -, morrerei sob as leis do meu país, mesmo que injustas.
Já sobre o ponto 2 parece-me que nada se diz na Bíblia sobre as mulheres de pouca fé - a frase é sempre dirigida aos homens (de pouca fé).
É verdade que na altura não havia institutos para defender a igualdade de género, o que nos leva ao ponto 5, nomeadamente ao politicamente correcto, que em parte também desprezo e de todo não não consigo ser.
Um beijinho
Gonçalo

João Wemans disse...

Também aqui me revejo (serei camaleão?), divergindo apenas no ponto seis : embora retraído, sou um eterno sonhador...

João W.

Anónimo disse...

Apesar do meu grande ego e umbigo me impedir de reflectir (quando me olho ao espelho pouco consigo ver além dessa zona corporal) muito sobre estas matérias, aqui o ponto 1 de facto, toca-me muito, de facto não há país lindo como o nosso e Sol (este não é tal jornal) como o português, e o líndissimo "mar da palha" ( que fica por coincidência próximo de Alcochete) é de facto único...

Com os melhores cumpts.,
CCI

Anónimo disse...

Já agora e a propósito ainda do ponto 1, peçamos àquele que F. Pessoa (poeta de que não gosto, com excepção da "Mensagem" e pouco mais...) chamou de "S. Portugal em ser" , que irá para nossa alegria ser canonizado no próximo dia 26 Abril, que interceda por este desgraçado, depauperado e desnorteado país.

Com os melhs. cumpts.,
CCInez

lusibero disse...

Inez:permita que aceite o desafio , assim ,em termos de Poesia ,como eu sei fazer!


Do alto do promontório,
batido por vento cortante,
vejo o mar em sobressalto;
e, num instante,
o vento sibilante,
premonitório,
avisa o meu eu sofrido
de que aragens distantes
saíram já do mar alto
e vogam, como eu, errantes...

Antevejo a tempestade
que está prestes a chegar...
Dentro de mim,, expectante,
vejo, com ânsia o momento,
em que me devo abrigar!


PC1A-54-AGST/07