quinta-feira, 24 de julho de 2008

Obama em Berlim
















É interessante ver como a História afinal pode avançar. Parece que afinal há outras formas de lidar com os problemas. O povo tem sempre razão. Mas o que se aprendeu com erros? Será que se podiam ter evitado mortes e desastres? Fica para se saber mais tarde. Mas a História mais uma vez não vai absolver todos.



6 comentários:

Inez Dentinho disse...

Impressionou-me o discurso de Obama perante cerca de 100 mil alemães - ou melhor europeus.
De improviso e usando uma qualidade estética notável na sequência das palavras, mostrou capacidade de resposta sobre as relações transatlânticas e o Mundo, com frases onde a sofisticação esteve na clareza sintética, nem por isso mais superficial.
Assinalável também a resposta do Povo - e não da massa - que, assumindo a exaltação obamamaníaca, não deixou de devolver silêncio criterioso quando o candidato democrata apelou ao apoio europeu para o reforço da NATO no Afganistão.
Um última nota: A Chanceler Angela Mercl terá alertado a campanha de Obama para a infelicidade da ideia de realizar o discurso do candidato junto à portas de Bradenburgo onde, há mais de 20 anos, Reagan exortou Gorbachov à queda do Muro. Registe-se a inflexão de Obama que, alterando lugar do discurso, desarmou ligeiramente os adversários que o acusam de agir como um Presidente sem respeitar a palavra final do Povo americano nas eleições de Novembro.

Anónimo disse...

A mim, que não tenho preferencias nem por um nem por outro candidato americano, impressionou-me foi ( dado o espaço noticioso e de propaganda que os Media europeus concedem a um candidato americano em detrimento do outro) foi só lá terem ido 100 mil alminhas ouvir as balelas cirurgicamente escolhidas, do candidato pré-eleito pelos Media, Mr. Obama...
Com os melhs. cumpts.,
CCInez

Sofia Rocha disse...

Pois eu gostei da nossa amiga Ângela, que não deixou que lhe fizessem as papas no alto da cabeça.

Redonda disse...

Segundo os números do telejornal da RTP eram 200 mil.

Táxi Pluvioso disse...

É bom de ver o povo esperando santinhos para salvar o mundo. O messias vem... Oh!bama, se eleito, não será diferente dos outros. Há guerras para fazer e petróleo para explorar.

Pedro Lains disse...

Oh!bama. Gostei.