sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Saudades da Cortina de Ferro


Tenho de escrever 2.500 palavras sobre agricultura na Europa, no período de 1950 a 2000, para um trabalho em conjunto com outros dois autores que se vão ocupar da indústria e dos serviços. De repente, vejo-me com um quadro em que aparecem dados sobre a Eslováquia, a Ucrânia, a Geórgia, a Albânia e a Turquia. E tenho de dizer algo sobre estes países. Isto dantes não era assim. Para escrever sobre a Europa bastava escrever sobre o RU, a Alemanha, a França, a Escandinávia, os países do Sul e, quanto muito, davam-se uns palpites sobre a Rússia. Saudades da Cortina de Ferro!

4 comentários:

Inez Dentinho disse...

Preguiça?
Falta de intimidade política na UE?
Artificialismo na consciência de interesses comuns?
Outros movitos para essa nostalgia?

Inez Dentinho disse...

Onde se lê movitos, leia-se motivos.

Pedro Lains disse...

Cara Inês,
Era um "apontamento de humor", como diria o Raul Durão. De resto, a verdade é que é sempre mais interessante compreender o que é mais complexo. Mas era também para dizer que europas há muitas e que os historiadores económicos não têm pejo nenhum em considerar Europa todo o contínuo geográfico que chega à Ásia.

Inez Dentinho disse...

Caro Pedro, referi-me aos meus motivos sem sugerir os seus. Se estivesse nesse lugar acharia despropositado, demasiadamente abrangente e maçador ter de comparar o incomparável do Atlântico aos Urais. Estou solidária com o seu esforço que terá utilidade por lhe estar entregue.