quarta-feira, 16 de maio de 2007

III. Vangelo di un pagano. Testo greco a fronte, Porfirio, Bompiani, 2006

Ler Porfírio, apesar de a sua influência ter sido relativamente fraca na História é ler um imenso “ e se”. E se o mundo antigo tivesse seguido pela via neoplatónica, mística, desprezadora da carne? Se tivesse conseguido adequar as suas forças às invasões bárbaras sem ter nenhum dique sólido para as forças do elitismo pagão como foi o cristianismo? Se a Europa tivesse sido formada apenas de uma confluência de paganismos indo-europeus?

Nesse universo Nietzsche teria sido apenas mais um mandarim. E a sua opinião seria realmente maioritária ao contrário do que é hoje em dia, apesar das aparências. O seu sucesso seria a medida da sua irrelevância.

Nesse mundo prevaleceria o desprezo aristocrático sobre os direitos do homem e o respeito por outras culturas e pessoas só porque o são. Porfírio seria a condição simultaneamente da menoridade e do sucesso de Nietzsche.

Combatendo o cristianismo com armas idênticas e até empoladas (misticismo, espiritualismo, direccionamento escatológico, menorização da carne) é a vários títulos um ponto de charneira.

É tudo o que a Europa poderia ser se não fosse cristã. Não sibarítica, mas mística. Não obrigada a confrontar-se com o amor e a fragilidade, mas com a elevação pura. Uma Europa onde o medíocre seria mais duramente punido, onde a piedade teria menos curso. Porque o que é comum, salvo no cristianismo e em alguns movimentos hindus, é que a elevada exigência moral para si mesmo redunda num imenso desprezo moral pelo outros.

Se uma Europa melhor ou pior, não me pronuncio. Mas de certeza seria o que a Europa não é. Uma Europa não baseada no cristianismo.


Alexandre Brandão da Veiga


http://www.libreriauniversitaria.it/BIT/8845257819/Vangelo_di_un_pagano__Testo_greco_a_fronte.htm
http://www.liberonweb.com/asp/libro.asp?ISBN=8845257819
http://www.maat.it/livello2/porfirio-2.htm
http://it.wikipedia.org/wiki/Porfirio

2 comentários:

disse...

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

Parabéns pelo blog!

Visitem!

Zé Ninguém disse...

Certamente despropósitado mas tocante!Para quando tiver disponibilidade e apelando ao seu bom coração:

http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/05/special-one.html