domingo, 29 de abril de 2007

Onde Agora a Europa Começa

Ontem, sábado de manhã, ala que se faz tarde em viagem relâmpago a Coimbra para apresentação de livro e sessão de autógrafos. À noite, já em Lisboa, os sms dão-me conta da reportagem da RTP sobre o Diário de Um Deus Criacionistal, romance que ainda vai provocar muita celeuma.
Mais tarde, ceia ibérica, em que um amigo me apresenta um projecto de televisão mais do que regional, em Espanha, e me conta o que é criar uma empresa com tecnologia state of the art, a primeira na Europa, com um apoio do Estado de 36 milhões de euros, combinado com um anualizado investimento publicitário garantido dos maiores grupos privados a operar na região.
Faço contas à vida: por cá, o voluntarismo de pequenos editores, de pequenos livreiros, de autores idealistas, dependendo de bem intencionadas referências, neste caso, da RTP (e no caso da Guerra e Paz já várias vezes as tivemos da SIC e da TVI). Ali ao lado, onde a Europa agora começa (já começou bem mais longe), e visando uma população de pouco mais do que 1 milhão de habitantes, apoios que bastariam para pagar a a programação de todo um ano num canal de televisão português que se propusesse como alternativa à oferta actual.
Estarei a comparar o incomparável? Livros e televisão não se misturam? Misturas e comparações a que noutro dia voltarei.
Estarei eu a queixar-me? Ora, ora, para já consolo-me com o delicioso descalabro do FCP e com o facto da "Geração de 60" ter sido citado, saudado e recomendado por:

Tomar Partido
Corta-Fitas
Blasfémias
Três Liberdades
Absolutamente Ninguém
A Arte da Fuga
No Portugal dos Pequeninos
O Inominável
Mundo ao Contrário

5 comentários:

piscoiso disse...

...essa demanda cada vez que se entrega. Inclusive na opção religiosa, a mulher busca o amor de Cristo e entrega-lhe o seu próprio corpo.
Se gosta deles gordinhos, pode buscar o amor de Buda.

Miguel disse...

Acho que vou começar a passar por aqui...

MElisa disse...

Deves ser gordo e feio ...

Zé Ninguém disse...

Pois é, vissicitudes de viver no norte de África.Gostava de o ler acerca da ideia de onde é que a Europa acaba (também podíamos perguntar quando mas mantemos a esperança) e como lidar com as fronteiras do alargamento em face da nova ordem mundial,construída pós 89, e da dicotomia entre os novos eixos, do bem e do mal, sem vestir a carapuça a nenhum deles, o papel da China, do Reino Unido, da Turquia, de África etc... enfim coisas para depois das eleições em França.
Entretanto disse-me um amigo, adepto do SLB, que o vosso campeonato não está a correr bem o que lamento pois bem gostava de o ver "cascar" no Jorge Nuno.No caso do FCP jogou muito desorganizado contra o BFC, perdeu merecidamente, beneficiou de um penálti duvidoso que teve o mérito de castigar o anti-jogo do BFC e passou para o primeiro lugar da Liga Portuguesa, o seu lugar natural.

Com Fair Play

Jorge Buescu disse...

Caro Manuel:

podes juntar à lista de referências outro blog onde participo, De Rerum Natura,
http://dererummundi.blogspot.com/2007/05/vale-pena-ler_05.html

Disclaimer: a minha intervencção pessoal nisto é nula.