sexta-feira, 19 de abril de 2013

Revolucionários improváveis


Somos contemporâneos da revolução europeia do final do século XX e conhecemos os seus revolucionários. Um deles usava pérolas, laca e meias de vidro.
A filha do merceeiro aguentou o snobismo dos pares; o braço de ferro dos mineiros; a greve de fome de Bobby Sands; a invasão das Malvinas; o sucesso do Papa na ordem das Nações; o estatuto de observadora na Guerra das Estrelas; a ascensão de Gorbachev; o reforço do eixo Paris-Bona, depois Paris-Berlim; o estrondo de uma bomba e a entrada de Diana Spencer na Família Real.
A tudo resistiu, favorecendo o aliado Reagan. Dobrou a esquina do pós-Guerra inglês e deu-se bem até ao cansaço dos seus. Só por dentro poderia perecer.
Nestes dias, para além deste percurso, registo três minudências. A contrariedade que Paulo Portas terá sentido ao apanhar o avião para a Colômbia, faltando ao enterro de um dos seus modelos políticos; a falta do XV Governo Constitucional ao negar honras de Estado à ex-PM Maria de Lourdes Pintasilgo (salvaguardadas as diferenças de um Verão para uma década de serviço ao País); e a insuficiência do relato histórico da fita sobre Margareth Thatcher, apesar da esplêndida interpretação de Meryl Streep.

20 comentários:

João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Inez Dentinho disse...

Contra a tendência de sempre, retirei mais de 100 comentários porque não gosto de ter ofensas e ofendidos neste espaço.
Assim recomeçaremos, pedindo-lhes que falem de assuntos e não de pessoas, em Liberdade.
Agradeço reconhecida.
Os melhores cumprimentos,
Inês Ponce Dentinho

João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Inez Dentinho disse...

Caro João de Castro Nunes,
Falemos de assuntos e de pessoas que representam assuntos: políticos, culturais, desportivos, intelectuais ou outros. Quando lhe peço esta atenção é para que não haja considerações pessoais que privatizam o debate e, por isso, o prejudicam.
Agradeço o seu interesse por este espaço e invejo a sua vitalidade.
Os melhores cumprimentos,
Inês Ponce Dentinho

João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
miguel vaz serra....... disse...

Querida Inez
Estimado Alexandre
Enquanto este espaço estiver em aberto não vale a pena comentar.
Este foi o exemplo de que os comentários devem ser publicados pelos donos do blog e não por nós directamente.
Os comentários são feitos ao Post principal e aparece sempre alguêm que diz "Ó fulano?!Você deve pensar que isto é que aquilo para dizer isso" e por aí fora com quadrinhas incluídas neste caso, mas outros há que não as fazem e os comentários são igualmente ofensivos e vulgares.
O que eu li aqui nunca pensei ler na G60.
Voltei de viagem e perdi completamente a vontade de fazer o que há anos faço, comentar aqui.
Escrevo há muitos anos nos blogs de José Paulo Fafe ou Pedro Santana Lopes,por exemplo, e nunca isto aconteceu.
Até se escreveram comentários pessoais sobre familiares jogadores e de coisas que se me dissessem eu não acreditaria.
Sei que vão chover mais quadras ridículas mas já não estarei aqui para as ler.Temos pena.
Inez, um beijo muito grande e continuarei em contacto pela outras formas de sempre.
Alexandre até sempre.

João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amélia Bragança disse...

Lamentável....que horror.
Concordo totalmente com Gertrudes Teixeira.
Isto tornou-se num manicómio.

João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
João de Castro Nunes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Inez Dentinho disse...

Caros todos,
Se assim concordar o Alexandre, vou tentar introduzir essa técnica do conttolo prévio dos comentários.
Espero que confiem no nosso critério. As críticas, tal como algumas quadras, continuarão a ser aceites, sempre que o propósito não for ofensivo.
Obrigada pela vossa colaboração.
Bj Inez Dentinho

Luis Geraldes disse...

Cara Inez Dentinho,

Depois do seu apelo para que não se fale de pessoas de forma insultuosa, não percebo como podem estar online os comentários da Mafalda Rocha Vieira e da Gertrudes Teixeira, que não são outra coisa a não ser insultos e comentários de pessoas.

Ou apenas os seus amigos podem ser ofender?

O blog é seu cabe-lhe esse direito.

Inez Dentinho disse...

Luís Geraldes,
Agradeço o seu reparo mas não conheço as pessoas que mencionou.Se ainda há comentários agressivos, não reparei, porventura dada a pouca vocação que tenho para a censura. Vou tentar encontra-los.
Os melhores cumprimentos,
Inez Dentinho

Anónimo disse...

Inês
esmiudeça o que vc quis dizer com este artigo
Francisco, o anônimo